Sou transparente,tanto quanto me permite a vida...

Sou transparente,tanto quanto me permite a vida...
Mas a transparência não esta em mim.E sim nos olhos que me desnudam.Sou pedra bruta,teu olhar é que me lapida.Por isso transparência depende,de que lado você se encontra do sol!

domingo, 10 de maio de 2009

Eternos de Paixão.

Quando eu te via chegar,simples sem jeito pra dizer..."eu te esperei,não te esqueci."Teu medo,teu anseio.Tequis quando cheguei.Muito mais quando parti.Na chuva,vento ou ao sol.Mesmo na noite errada,te fiz sentiramado...Fostes muito mais que a poesia que te contava e não escrevia...Fostes o calor no frio que eu sentia.Fostes um gesto de Amor,fostes tudo o que eu queria..."
(Gilson Dallegrave)

2 comentários:

  1. Oi Van, sou Gilson Dallegrave, do poema que postou Eternos de Paixão. Legal!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, meu email: austral.ags@terra.com.br

    ResponderExcluir